quarta-feira, agosto 24, 2005

O instinto da eternidade

Há notícias que, em sede própria, jamais seriam dadas.
Deveriam sempre, em qualquer situação,
serem acautelados e protegidos os nossos instintos da eternidade.
Vou fingir, e nem quero saber.
O pianista é outro que se faz passar pelo Outro.
E o grande Lance, será que...?

Agora o tempo é já outro.
Tudo é mais depressa.
Por isso:
A memória também.

Não acredito!
É inaceitável!



Lara Rossignol

10 comentários:

The Ping King disse...
Este comentário foi removido por um gestor do blogue.
sofia disse...

Comment not deleted
This post was not removed by the blog administrator.

:)))

Joe Lancione disse...
Este comentário foi removido por um gestor do blogue.
sofia disse...

Isto não é normal!!

João Gil disse...

Sofia, referes-te ao assalto dos amaricanos gadedémit?

Os tipos nunca adormeçem ao volante.

Ah já agora:
O instínto da eternidade sugere boas fotos não?
Se calhar os mitos só se deixam fotografar uma vez....

Saudações
sim , porque já lá vai o mimo em que se dava beijos a toda a gente.
eeheh

sofia disse...

Ofe córse, João! Gadedémit indide!!

Eu não tenho jeito nenhum para estas coisas de net e fotos e links e... :)

Ia correr mal, com toda a certeza. :)

Essa do "já lá vai o mimo", depois do meu "Ohhh...", tão esforçado, de compaixão pelo dói-dói da garganta... doeu. Mas tudo bem. Eu sou forte. Eu aguento. Sou mulher, de resto... :)))

sofia disse...

Amanhã, vou tentar essa coisa das fotos, pronto!

:)

Petra disse...

Deves ter um íman para amaricanos. Por zeus, que nunca vi tanto junto na mesma caixa de comentários.
As melhoras.*

ojitos disse...

Saudades do tempo mesmo...

um estranho disse...

Dizem que mais vale tarde que nunca, e eu só ontém descobri o instinto da eternidade, no verdadeiro sentido da palavra :-)

http://palavras-dispersas.blogspot.com/2005/08/instinto-da-eternidade.html

Beijinhos.