sexta-feira, setembro 09, 2005

Às sextas com Miguel

Antes de mais, e sem que isso seja uma abuso da tua intimidade, ou qualquer tipo de promoção para mim,
permite que apenas te trate por Miguel, apesar da cacafonia.
Sabes que, todas as sextas, corro para a banca, compro o jornal, e vou directamente à tua página?
Apressadamente, procuro na diagonal, o assunto que te debruças em cada semana.
E, como de costume, aprecio e estimo a tua capacidade de indignação, alimento necessário para a minha justificação
de muitas coisas que à nossa volta acontecem qual alguma bizarria.
Muitas vezes te citamos.
Por acaso, já tinha pensado em falar algo dos estranhos homens de bigode, em pose convicta, nos ainda mais estranhos
cartazes de propaganda - Os Portugueses que dantes também tinham pêra.

Já olhaste bem à tua volta, no canal onde exprimes semanalmente a tua opinião plena de liberdade, apesar dos comentários dispensáveis, os quais muitas vezes os pivôs não se inibem?
Já reparaste que esse canal, passa grande parte do seu tempo, promovendo o seu "P.I.B.B." ?
Mais exactamente - produto interno bruto com brutalidade.
E quantas vezes, a própria informação, promove o entretenimento no seu espaço de telejornal?
Achas isto normal?
O que vale é que isso é uma doença que não se pega.
OK, tal como os caciques e o seu eleitorado, também os canais de tv trabalham e cultivam os seus públicos.
Recebe um Abraço verdadeiro de quem te admira.
Que a resignação ou o conformismo nunca te abatam, ou te façam perder, aquilo que está no teu sangue genético.
- A tua capacidade de Liberdade e de ser livre,
Nós, e creio que muita gente, temos sempre a hipótese de escolher o nosso canal, as pessoas em quem votar,
pelo menos até ao dia, e acima de tudo decidir qual o melhor Portugal entre os "Portugais".

Não desistas por favor!
Apesar do F.C.P....

Ah, a cacafonia reside no tetráte (sempre a pedagogia... meu Deus )

4 comentários:

Carla disse...

Faço minhas as tuas palavras...viva a liberdade, que deixa esse grande senhor, dizer o que lhe vai na alma e pensamento.Miguel, conto sempre com a tua frontalidade e acidez que tanto admiro!...

Carla
palavrasindefinidas.blogspot.com

Bárbara Vale-Frias disse...

Já agora, Miguel, se leres isto, vai até ao meu blog, mais precisamente ao post do dia 21 de Abril para encontro imediato com o Luís Bernardo, algures na linha do Equador ;)

Marta Peralta disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blogue.
Marta Peralta disse...

Totalmente de acordo, nutrimos a mesma admiraçao pela mesma pessoa.Os seus comentarios sao os unicos para os quais tenho paciencia para ouvir,por nao terem uma tendencia previamente definida,pela ausencia de papas na lingua, pela variedade dos temas comentados...enfim,um sem numero de coisas.E depois, devo confessar,como estudo literatura portuguesa,é complicado esquecer quem foi a mae do Miguel.E se o Miguel ler isto,queria dizer lhe que durante uma aula de literatura contemporanea,com a Clara Rocha (filha do Miguel Torga) estavamos a ler poemas de Sophia.Eu peguei no livro da Professoa para ler e passei os olhos pelas paginas.Na terceira estava uma dedicatoria: Para ti,meu querido amigo Adolfo/Torga,com um beijo,Sophia.Obvio que fiquei arrepiada...e muito pouca gente entendeu porquê...

PS:Adolfo/Torga, porque o verdadeiro nome de Miguel Torga era Adolfo Rocha.