sábado, outubro 29, 2005

Nuvens de Areia

Meu querido diário de sábado à noite:
Hoje, se olhasses para o areal, terias visto as nuvens de fumo rasteirando praia fora.

O mar revoltoso, um radical aos gritos de prazer no seu cayaque, um café e uma levíssima...
Perfeito!
Folheio a revista "Grande Reportagem" e dou de caras com o Herman José, respondendo a um daqueles questionários que só o verão consegue ver, mas enfim...

Mostra o nosso "Tio" algum arrependimento por não ter emigrado a determinada altura...
Não ter seguido as pegadas de Joaquim de Almeida...

Fiquei a esquizófrenar à espera que o mar bruásse.
Pensar...pensar...
Mais dinheiro?
Mais reconhecimento?
Mais tarde se verá.
Não stresses, "Tio".
Vai por mim.
Aguenta os cavalos.
Não tens de dizer tudo.
O País pode não não achar piada.
Tu é que sabes...

Razão tem Lobo Antunes:
A tropa era do Benfica,
O M.P.L.A. era do Benfica,
A guerra parava.

Então corri...corri...contra o sentido do vento ...gaivotando...atrás dos putos que a virose fará tombar pela noite mais tarde,
já estou mesmo a ver.

É bonito o Inverno, sim senhor.

Como eu gosto de ti, Meu Amor.

7 comentários:

João Gil disse...

Onde estás Mariana?
Sinto a tua demora.
Não te zangues.
Faltei às aulas...é o que é.
Tropeço nas,,,,e depois caio.
Na esparrela de não saber dançar sem ,,,,

Não te vás!
Sou de consensos.
Um beijo

A.na disse...

Como eu gosto...dos
teus mútuos consentimentos.
Tropeções na ternura que
só alguem sabe dar...

Nuvens das vidas,
que a todos dão rasteiras...
a todos,eles,vós,avós,
irmãos,amigos...até aos Tios,nossos ricos tios
que também voam,querem voar,
que também correm
por entre o fumo do
céu nublado das nossas
praias tantas vezes sem sol...
Razões só deles e...
mal...tentam explicar!

Até aos tios,aos filhos,
até aos pais...e o já passou,
já passou de mão na testa,
conforto do meu mar...Bom dia pai!
Como eu gosto dessas
noites a divadar
...e do inverno Dr,
passado no quente vento
vindo da proa do meu T.

Andas com sorte
Diário do João...
ele trata mesmo bem de ti!

Mariana Matos disse...

Estou aqui.
Não corrijo mais nada. Pode ficar descansado.
Vai-se a ver e as,,, e os ç são, de facto, o de menos...
"Gaivotando" é um belíssimo verbo, lembra Lobo Antunes e as gaivotas de Benfica ou as Palmeiras, como preferir.
Em Lisboa, quase tudo é de Benfica...menos os Loucos. ;)
Bom Domingo.

NUNO FERREIRA disse...

A petição online para manter o B Leza está em http://web.caboindex.com/bleza/

Obrigado

M disse...

... fica-nos sempre o caroço mas já não saboreamos a cereja.


jorge palma

soniaq disse...

Olá João

Pois lembra e aqui transcrevo um excerto de uma entrevista que, pelos vistos, ambos lemos, do António Lobo Antunes, aqui vai:

«-Quando o Benfica jogava, púnhamos os altifalantes virados para a mata e, assim, não havia ataques.
-Parava a guerra?
-Parava a guerra. Até o MPLA era do Benfica. (..) E nada disto acontecia com os jogos do Porto e do Sporting, coisa que aborrecia o capitão e alguns alferes mais bem-nascidos.»
(António Lobo Antunes, entrevista à Visão)

Bom feriado para amanhã e obrigado por me considerares amiga (o meu blogue), amigo.
beijoca grande

Alex disse...

Então corri ... corri ... contra o sentido do vento, gaivotando atrás dos putos ...




leve, leve, e feliz.
Não há descrição possível para o estado de felicidade mas esta é das melhores que já li.


Um beijo João
Um sorriso João ...