quarta-feira, dezembro 21, 2005

Jorge de Sangue




Meu estimado:
Sabes que é verdade.
Eu sempre gostei deste homem.
Sempre o admirei.
Temo por ele.
O meu irmão mais velho que já não tenho.

Há amigos como ele, que se eu pudesse, faria uma espécie de pacto,

Irmão de sangue.

Jorge,

Cuida de ti.

11 comentários:

nascitura disse...

"carolina, nos seus olhos fundos guarda tanta dor, a dor te todo esse mundo..."
Chico Buarque

é assim que eu vejo os olhos do Jorge Palma

Baggio disse...

Imagino-o a cantar it's allright ma', I'm only bleeding.

soniaq disse...

É muita lindo este Jorge, era o nome do meu irmão também.
E tu também és muita lindo!
O sangue que vos corre nas veias tem a mesma melodia.
beijos, brothers in arms

Maria disse...

"Pois é, pois é..."

A.P. disse...

"Na terra dos sonhos, podes ser quem tu és, ninguém te leva a mal
Na terra dos sonhos toda a gente trata a gente toda por igual
Na terra dos sonhos não há pó nas entrelinhas, ninguém se pode enganar
Abre bem os olhos, escuta bem o coração, se é que queres ir para lá morar"

Jorge Palma (Na Terra dos Sonhos)

É assim q o imagino, sempre na sua Terra dos Sonhos...
Cuida bem dela.

A.P. disse...

"O coração humano é um instrumento de muitas cordas. O perfeito conhecedor dos homens sabe fazê-las vibrar todas, como um bom músico." (Charles Dickens)

Para vocês

um estranho disse...

O mundo na palma da tua mão Jorge.

Lyra disse...

acho que os olhos dos poetas são tristes. acho sempre que é do mundo todo que trazem dentro do peito. Que ás vezes, tantas vezes. é pesado. Chamo poetas a todos os que a cantar, a escrever, a desenhar, a compor (etc, etc) tem o dom de fazer sonhar os outros. descrevem-nos. representam-nos. Gritam por nós e connosco. O Jorge sempre teve aos meus olhos, olhar de poeta. E um mundo inteiro dentro dos olhos.

ledeuche disse...

Sabes joão (deixa-me tratar-te assim, desta vez) também eu ADORO este Homem; sempre foi a minha estrela, o meu Guru - é verdade!
Sempre me deu a esperança que o caminho a seguir não tem forçosamente, de ser sempre o mesmo; que podemos ser com mais substância, viver de modo diferente e autêntico...
Sei que é tudo uma questão de afinidades de valores, de sentimentos, de emoções, de "alma" - não se explica o inexplicável.
Bebo-lhe as palavras, que adorava serem minhas; segui-lhe os passos e sonho com o seu caminho imaginado por mim.
Sem que ele o saiba, sempre foi aquele alguém que me colocou a mão no ombro; sim, tem sido meu AMIGO - aquele que tem sempre uma palavra certa para determinado momento; aquele que me alenta e me conduz.
Desde a adolescência (anos 80), que tento seguir a sua sombra. Não me imagino, acredita, sem a companhia deste Amigo (o único, por mim idolatrado) - NÃO QUERO ACREDITAR NISSO!

Estive "com ele", hà cerca de quinze dias, na Incrível (claro - e sempre), e estava bem: fiquei contente por ele... por MIM.

... "enquanto houver estrada para andar, a gente vai continuar
enquanto houver ventos e Mar, a gente não vai parar..."

jm

blue note disse...

Ontem estive com o Jorge. E dei-lhe mais um abraço e um beijo por ti. Falei-lhe deste lugar que inventaste para escrever sobre coisas bonitas e tristes, felizes e feias. Disse-lhe o que ele já sabia: a tua extraordinária amizade
o teu carinho que comove.
E vi uma lágrima no canto do olho e a reciprocidade dessa amizade e desse carinho.
Fiquei incumbida de de dar um grande abraço e um beijo.
Que ele sirva para outro acordar e o regresso...

Sílvia disse...
Este comentário foi removido por um gestor do blogue.