segunda-feira, dezembro 05, 2005

A República do bolo Rei

Estava aqui o teu irmão,
ó meu estimado e nocturno amigo diário,
deglutindo uma fatia de bolo rei da mexicana,
para muitos o melhor de Lisboa,
em minha opinião, demasiado betinho,
calha bem...
Servido de frutas apenas pela rama,
o que denota aquilo que já sabemos:
Aparência e apenas isso.
Come e cala-te!
...sempre o meu Pai...
Perde o respectivo, dessa maneira, seu lado mais rude, a sua massa empapada, com a dificuldade acrescida de encontrar qualquer tipo de brinde...
Alto e bom som, no tom de António Silva:
Adoro o bolo rei!!!
Sei lá porquê?
Mais ou menos porque:
bater com a cabeça nas paredes para nos sentirmos bem nos intervalos?
Ou a maldita educação cristã?
Culpa?

Anda! Come!... Ele outra vez....
Quando?

Às vezes, sabes?
Pergunto-me se, na base de tudo, não está apenas a forma da gestão alimentar.
Imagina o mundo inteiro à volta de um cozidinho no meio da Turquia, de barriguinha cheia...sem jejum...

As coisas ficavam como já iam...tortas como a tarte.

5 comentários:

António_Pinto_de_Mesquita disse...

Boas,
Vejo que o natal está a chegar a ti, apesar de faltarem ainda 20 dias, o monstro do pai natal da coca cola já nos ataca a todos em todos os lados onde vamos.
Bom inicio de semana.

nascitura disse...

Essa gestão alimentar só não se faz porque alguns "homens" não a desejam

um estranho disse...

não é justo.
Ainda nem almoçei e este texto cheio de coisas boas.
Sobrou alguma fatia ... ?

Betty Branco Martins disse...

joão

Bolo rei! É a coisinha melhor - é uma delícia!!!

(Ainda estou à espera da tua visita ao "Fragmentos) não custa nada... é só um clic.

Beijinhos

soniaq disse...

Eu prefiro o Bolo Rainha, delicioso. O bolo Rei só depois das festas e tostadinho no forno, quase queimado, manias de artista, lol
Só comia Bolo Rei quando havia a prenda e a fava, agora não tem e eu não quero, pronto.