sexta-feira, fevereiro 10, 2006

A campainha

Caro João

Ocorreu-me que poderias achar piada:



“ Toca-me no nariz
Sempre que me encontrares
Abre a minha porta
Tocaram os sinos do teu povo
A rebate repicando
Vieram todos e todos
E no fundo dos teus olhos
A chama do teu brilho
Brilhou
Tanto que não me perdi
Tanto que nem me lembro
Onde estive “




Q.

2 comentários:

125_azul disse...

"Abri a porta,
apareci
A mais bonita sorriu p'ra mim"

O dom de juntar palavras e com elas abrir portas, abrir corações.
O poder de palavras que merecem o destino que têm.
Abrir portas, abrir corações, abrir-se. Entrar e ficar.

blue note disse...

Gosto do Quase muito.

diz-lhe que venha mais vezes...

Um beijo para ele e para ti