terça-feira, junho 27, 2006

andar andar andar






Sim
Apenas
Sim
Passear
Sim
Ouvir
Sim
De mão dada
Sim
Deixar
Sim
As pegadas
Sim
Às cegas
Sim
Em silêncio
Sim
Deambular
Sim
Vaguear
Sim

Porque sim

12 comentários:

Norte disse...

Ora nem mais.
Porque sim e... PRONTO!

Pedaços de mim disse...

Porque sim…
E
Porque não??
Passear na praia de mão dada com vento e deixar voar o nosso pensamento em silencio,
Beijo João
Que as tuas pegadas continuem lindas como sempre.

A.P. disse...

Que sorte a tua, praia, de teres por companhia alguém com tão belas pegadas e que as deixa, às marcas, por onde passa.
Marca-nos a todos gentil e deixa saudade, mas saudade boa, daquela que faz voltar.

mni disse...

porque sim: SIM.

Só nia Leal disse...

Ai como reconheço esse estado de espirito! E que agradável é passear à beira mar, numa praia em que a areia ainda não tem muitas marcas e está lisa pela acção do mar!humm que bom
E porquê? Porque sim e por isso ...sim :-)
Gostei!

Norte disse...

"Nunca ande pelo caminho traçado, pois ele conduz somente até onde os outros foram"

Mariana Matos disse...

Não
nunca mais
Não
Passear
Não
Ouvir
(fazer-se de mouco)
Não
De mãos separadas
Não
Voltar
Não
os pés
Não
a ver tudo
Não
o Ruído
Não
ficar parado
(como estás, fica!)
Não
Andar
Não.
Mover para quê?
:)

anamoris disse...

Lindo!
Obrigada por este poemas e por todos os outros.

Dulcineia disse...

Olá,Covilhanense!
Há muitas semanas que por aqui não passava...E quando é que volta às suas origens?

Galeria Colectiva disse...

ó sim

Cathy disse...

Tão simples, mas tão bonito. Adorei o seu blog. Se puder passe no meu.
Muitos beijinhos de uma covilhanense

Alex disse...

Conheço essa praia.

Olá João!!!!
Andar na praia é bom de qualquer maneira, de mão dada, de mãos nos bolsos, a apanhar pedras, tudo é bom.

As tuas fotografias estão cada vez melhores. Andei a bisbilhotar sites de fotografia para ver se descobria uma galeria tua mas não descobri.

Será?
Onde?
onde?