quinta-feira, julho 06, 2006

Suspeiçao

Meu ombro amigo

Imaginas o quanto irritado com a porcaria deste resultado me sinto...
O nosso homem do leme insinua que o árbitro
estava ao serviço de alguém.
E a coisa fica assim?
Tem ele razão?
Estava a quente?
Há um super-apito-douradíssimo?

As pessoas dizem:
- Somos um país pequenino!
Admite-se portanto que as decisões da FIFA e dos árbitros são directamente proporcionais à grandeza das bandeiras?

Creio que chegou a altura de se criarem mecanismos
que anulem o protagonismo do homem do apito e de todas as suspeições mais ou menos razoáveis.
Entre as variadas soluções, destaco duas:
- O quarto árbitro tem um monitor para rever e inverter as decisões incorrectas.
- O jogo é arbitrado por dois juízes, cada um acompanhando uma equipa.
São ajudados por quatro fiscais de linha.


Não teremos nós uma selecção que ultrapassa largo
as fronteiras das possibilidades de Portugal?
Tornaremos Portugal competitivo se melhorarmos os índices
de rendimento de toda a sociedade nos vários sectores.
A saúde a preencher o campo todo.
A educação a distribuir bem o jogo aos avançados.
A música Portuguesa a não precisar de mendigar quotas
de passagem nas rádios, marcando golos de belo efeito.
Porque é que nestas áreas somos tão permissivos?
Então... será que merecemos esta selecção?

2 comentários:

Norte disse...

Se o homem falou a quente, até o entendo mas não concordo.
Ele teve 90 min para tentar alterar as coisas.
Desde o início deste Mundial que jogámos com 10. O Pauleta fez 2 remates!!!
A perder e com o Miguel lesionado, porquê o Paulo Ferreira? Para segurar o resultado???
Dizem que ele percebe de futebol. Ok... opiniões.
´Para mim já chega de vitórias morais...dessas estamos nós fartos

Mariana Matos disse...

(Eu não percebi muito bem essa menção aos 10 jogadores; seguido de 2 remates do Pauleta)...
Quanto mais merecíamos ser campeões do Mundo, claro. Provavelmente, até merecíamos tanto como todas as outras selecções. Isso de "merecer"; cada um merece o que tem...;)