sexta-feira, agosto 18, 2006

Petição

Acreditando ser esta uma das soluções para o fim do flagelo, vimos por este meio pedir ao Sr. Primeiro-Ministro e ao Sr. Presidente da República a proibição imediata da comercialização dos terrenos ardidos, por um período nunca inferior a trinta anos.

Os signatários
.


Assine aqui a petição
(http://www.petitiononline.com/fiminc/petition.html)

21 comentários:

Petra disse...

Já fui fazendo passar.
Boa. *

mni disse...

alinho!

bom fim-de-semana.

Alex disse...

São vocês os mentores da petição?


Assino.
E levo-a.

Ao que parece já contabilizámos cerca de 1400 incêndios este ano. Tenho tentado resistir ... resistir a dar cobertura, a mostrar imagens, o repetir dos dramas de todos os anos, repetidamente. Devia haver uma autoridade que impedisse as televisões de mostrar as imagens dos incêndios ... parece que atraem ...


Que país este o nosso.
NÃO PROTEGEMOS O QUE É NOSSO. E sentados comodamente nos nossos sofás, assistimos impunes e ao longe. É preciso ir lá, sentir o cheiro a queimado, o sufoco, ter o fogo à porta de casa, o ar irrespirável, as noites sem dormir - coisas que num écran passam despercebidas a todos nós.
Não aprendemos ainda que as terras que ardem não são cifrões, são anos que custam a renascer.

Um abraço a ti Baggio.
Um abraço a ti João.
Um abraço a todos os que ajudam a passar a mensagem.



Boa noite.

TiagoIsidro disse...

Assino com todo o gosto a petição.

Na minha opinião, não vale a pena os portugueses tentarem proteger o que é deles, porque enquanto houver interesses com os incêndios, o seu combate vai ser impossível.

Mas temos é de levantgar a cabeça e tomar medidas que ajudem a soluccionar o problema, por exemplo, assinando esta petição.

Um sincero agradecimento a todos os que assinam a petição, como português.

Um forte abraço para o João.

soniaq disse...

Ia assinar, mas... não gosto de assinar sem questionar primeiro, está bem. (espero que ninguém se zangue)...

Primeiro gostava de vos perguntar se acham se foram os proprietários dos terrenos os incendiários? Se não, não acham que é uma forma de os punir demasiado severa? Como sabem, a maioria dos proprietários não são gente "abonada", (os terrenos que tinham ou têm com pinheiros serviam para se socorrerem em alturas de grande aflição, ou seja era o seu banco, pois são pessoas que não têm instrução escolar na sua grande maioria e os seus parcos rendimentos vindos da agricultura não chegavam para tudo), aliás, Portugal é uma manta de retalhos em termos de ordenamento do território.

Só acho que se fosse assim tão simples de resolver este problema, já não teria sido feito antes?

Será que não existem outros interesses, muito maiores e poderosos por trás destes incêndios todos... Será que não se está a preparar algo de muito mais complexo de modo a gerir a floresta que é de Todos só para alguns terem o proveito. Não acho certo culpar gente que pode não ser a real culpada ou beneficiada, uma vez que com os terrenos ardidos e sem árvores o que lhes resta, Pedir um empréstimo ou ir trabalhar para Lisboa???

Mas se for esta a solução, serei das primeiras a assinar e se for necessário outras medidas podem contar comigo.
E dou os meus Parabéns ao mentor desta petição, pois já é mais alguma coisa feita sem ser falar.

beijo e cumprimentos
sonia q

jorge ribeiro disse...

Os pequenos proprietários pouco ou nada perdem na questão da valorização dos terrenos. Acredito até que os pequenos proprietários nunca venderão o pedaço de terra que possuem. É o seu único bem. Onde constroem e investem o pouco que têm.


Ao contrário dos milhares de hectares de floresta "por rentabilizar/contabilizar/" em Portugal.

Assino a petição com muito orgulho em todos os portugueses que não têm medo de dizer o que pensam.

soniaq disse...

Só mais uma coisinha. Estou totalmente de acordo com o prazo em casos de venda de terrenos para outro fim que não seja o inicial, ou seja, um terreno em área protegida, nunca poderá ser vendido para construção de "palacetes", indústria ou outro fim menos lícito.

bjo
sonia q

soniaq disse...

Vou assinar!
Já estou mais esclarecida em relação a pontos em que tinha dúvidas.
A Alex ajudou-me. ;-)

sonia q.

A.P. disse...

Como tudo na vida há prós e contras. A questão dos incêndios é muito complexa. Há muitos pontos que deveriam ser modificados para que este flagelo que todos os anos nos atinge.
A tua "Hora da Aflição" reflecte bem a mistura de sentimentos que uma pessoa nessa situação vive, muito talvez por teres vivido esse inferno vezes sem conta.
Aos que lutam desejo muita coragem. Aos que por mesquinhezes o deixam vencer, que consigam viver com a sua consciência.

BIGMAC disse...

Claudio Ramos não é gay

voo7 disse...

A iniciativa e a ideia é interessante, mas necessita de ser revista e bem esmioçada por ser demasiado generalista.
E se um dos pequenos proprietários atingidos por um dos incêndios necessitar de vender o seu terreno e eventuais escombros, por qualquer motivo, essa lei aplicar-se-ia?
Só não assino a petição por esse motivo. Mas concordo que é imperativo tomar medidas mais sérias.
Não sei se já repararam que quem vive fora das grandes cidades, nas proximidades das serras, evita passear na natureza que as envolve, com medo de, na eventualidade de um incêndio, serem acusadas de fogo posto.
Abraço,

Armando S. Sousa disse...

Excelente iniciativa.
Já assinei a petição e vou fazer uma entrada no meu blog.
Cumprimentos
Armando Sousa

João Gil disse...

Obviamente que o governo em gestão, terá de encontrar
as soluções devidas e justas.
Esta petição copia o bom exemplo Françês, que se veio a revelar com sucesso.
Discutimos estes assuntos de boca calada.
as imagens sucedem-se nos telejornais e perante a banalização do desgosto alheio, enquistamos a nossa indiferênça.
Decidi fazer um texto simples e directo, e não iniciar uma conversa já esfriada e gasta.
Queremos apenas descartar e despistar uma das possiveis causas de tanto fogo posto.
Um Abraço deste que tanto vos quer.

Marco disse...

Exmo Sr João Gil, eu assim como o senhor também já tinha pensado em várias medidas para incluir numa petição, mas neste país quem leva a sério um desconhecido e como tal gostaria que o senhor, se ainda for possível, fizesse uma adenda à sua petição com algumas das seguintes medidas.

* Pena de cadeia de 3 a 5 anos efectivos para quem comercializar madeira proveniente de incêndios.
* Pena de cadeia 15 a 25 anos efectivos para quem atear fogo e para quem for o mandante, se são malucos são presos em hospitais psiquiátricos, ou nos hospitais das cadeias.
* Recompensa de 5000-10000 euros para quem denunciar mandantes e os que ateiam o fogo depois de se provar que são culpados, 5000 euros para quem denunciar onde está a ser vendida madeira proveniente de incêndios.
* Proibição de construção por um período de 30 anos nas zonas ardidas com salvas excepções: construção de equipamentos públicos e de utilidade pública, ou construção de casa própria para donos dos terrenos sem possibilidade de venda/aluguer das mesmas durante do tempo de proibição de construção ou de 10 anos se o tempo restante for menor a 10 anos.
* Prisão preventiva/doméstica (aquela da pulseirinha), para os suspeitos de terem posto fogo nas matas.
* Compra de meio aéreos para combate aos fogos.
* Aluguer de longa duração, cerca 10 anos, de meios aéreos para o combate aos fogos.
* Tornar obrigatório que o equipamento que existe para adaptar o C-130 da Força Aérea seja utilizado, ou seja utilizar o C-130 no combate aos fogos, assim como alguns helicópteros da força aérea.
* Reflorestação da Serra da Estrela, da tapada de Mafra e outros montes/serras/tapas que pertencem ao estado, obrigar os privados a reflorestar os terrenos ardidos nos incêndios.
* Permitir que os particulares limpem terrenos públicos e que submetam a conta as autarquias/estado.


Algumas medidas são bem dura, outras eram capazes de aterrorizar muita gente mas ideia é mesma essa meter medo e respeito.
Obrigado.

Bruxinha disse...

A título de curiosidade, tenho entrado no site da petição para ver se já atingiu o número de assinaturas necessárias. Fico contente por saber que, mesmo assim, muitas pessoas têm acedido ao apelo, por outro lado, fico triste, pois vejo que há pessoas que aproveitam assuntos sérios para brincar.
Estamos num país que tem, ou tinha, tanta floresta e que ano após ano fica ,mais pobre. Há pessoas que tentam fazer com que isto mude, nem que seja dar um abanão ao Governo, e há quem aproveite para brincar com um assunto sério...
Enfim...

Maresi@ disse...

Assino e passo mensagem...
sem duvida algo interessante e urgente a tratar,....

AEnima disse...

Ola

Assinei a peticao e farei publicidade a ela no meu blog. No entanto, nao acredito que esta seja das formas mais eficazes de se combaterem incendios - mas mais vale comecar a discutir o assunto do que nao fazer nada.

Gostava tambem de dizer que acho que algumas medidas que o Sr. Marco acima advoga sao perigosas e contraproducentes. A titulo de exemplo, vejamos o que aconteceu o ano passado: O governo autorizou a utilizacao de meios aereos para combate de incendios. Estes estavam a ser operados por empresas privadas. Resultado: Ha muito que nao se via um flagelo tao grande como o do ano passado em fogos postos.

Quem tem interesses privados relativos a QUALQUER negocio na industria de COMBATE aos incendios, claro que os fomenta para aumentar o seu volume de facturacao. Ainda nao me sai da cabeca o caso de um bombeiro americano de uma terra qualquer de um estado interior, aborrecido por nao ter nada que fazer e sob ameaca de ser despedido desencadeou uma serie de fogos postos (durante cerca de 3 anos!) que ele proprio e a sua corporacao foram apagar.

Se tal coisa sai da cabeca de um simples bombeiro que pertence as camadas de populacao que mais sofrem com o flagelo... imaginem o que podera advir do fabricante de avioes, empresas de manutencao mecanica a estes, pilotos desempregados... uma bola de neve...

Por favor, vamos fazer acessos nas florestas, empregar engenheiros que reflorestem tendo em conta as linhas de propagacao de fogo, abertura de lagos e pocos de agua a cada x metros de floresta e limpeza das matas.

O meu avo fazia a limpeza da mata atras da casa dele: servia-lhe para produzir estrume e adubar o seu pequeno terreno agricola. Evitava a criacao de cobras que lhe matavam as galinhas e outros bichos nefastos e afastava os toxicodependentes da zona por estar mais visivel, limpa, fazendo com que as criancas brincassem na mata e os pais dessem la passeios. A reanimacao da mata evitou muitos assaltos a sua casa, em que os criminosos atacavam provindos da mata e por la se escapavam, em vez de pela rua principal motorizada. Porque nao uma medida de fomento a empresas ecologicas de adubo?

Aqui fica a minha opiniao de leiga.

Diana F. disse...

Caro João Gil,
Aplaudo a sua iniciativa, com a qual me identifico (totalmente). Contudo gostaria que visitasse o blog -
http://braganza-mothers.blogspot.com/

Comentários sobre a Petição:
http://www.blogger.com/comment.g?blogID=21357034&postID=115779130328599865&isPopup=true

A discussão saudável e o confronto de ideias no domínio da Blogosfera, penso, que contribuirão para o combate ao flagelos dos incêndios em Portugal.

abraço

Diana F.

Diana F. disse...

E já agora ... também aqui:

http://contadordeviagens.blogspot.
com/

Comentários:
http://www.blogger.com/comment.g?blogID=33773059&postID=115779262070354424&isPopup=true

baci

AEnima disse...

Mesmo certa que nao eh o melhor caminho assinei, publiquei e divulguei...

Incendiei uma discussao!


No fundo... eh isso que se pretende, nao?

Mas preocupa-me os ideiais inflamados de proprietarios e seus contrapostos leva-me a crer que esta eh mais uma luta pelo "aborto" e "regionalizacao". Mesmo que se consiga levar a discussao ah assembleia, concerteza sera um assunto para os meus netos verem o dia resolucao...

Mas cada dia eh um dia e quem sabe ja caminho para pensar engravidar?

Cada um da o seu passo.

Cumprimentos, por um Portugal mais Nobre.

Vanessa França disse...

ÓTIMA INICIATIVA.TANTO PARA PORTUGAL QUANTO PARA O RESTO DO NOSSO PLANETA FRÁGIL E DESPROTEGIDO.

AS PESSOAS VÃO AS RUAS EM PROTESTOS: "QUEREM EMPREGO; CASAMENTO PARA HOMOSEXUAIS; ABORTOS;...
MAS NINGUÉM NUNCA PAROU PARA PENSAR OU ORGANIZAR UM PROTESTO COM A FINALIDADE DE POR UM FIM AOS INCÊNDIOS...
O QUE MAIS PODEMOS FAZER?
TALVEZ UMA REVOLUÇÃO...

ESTAMOS TODOS NA MESMA "CASA".SE ELA CAIR,CAIRÁ EM CIMA DE TODOS NÓS.
...