terça-feira, agosto 22, 2006

Petiçao

Obviamente que o governo em gestão, terá de encontrar
as soluções devidas e justas.
Esta petição copia o bom exemplo Françês, que se veio a revelar com sucesso.
Discutimos estes assuntos de boca calada à boa maneira Portuguesa.
As imagens sucedem-se nos telejornais e perante a banalização do desgosto alheio, enquistamos a nossa indiferênça.
Decidi fazer um texto simples e directo, e não iniciar uma conversa já esfriada e gasta.
Queremos apenas descartar e despistar uma das possiveis causas de tanto fogo posto.
Um Abraço deste que tanto vos quer.

6 comentários:

Cantareu disse...

E, já agora, amigo Gil, a garantia (proibição!) de que as madeiras queimadas não possam, de forma alguma, ser usadas! Por ninguém! "Celuloses", "Patos brabos" e outra bicharada que por aí anda a encher o bolso com a desgraça alheia... a desgraça de todos nós, afinal.

Mancholas disse...

Já está assinada e vou começar a divulgar. Temos que nos unir para acabar com este flagelo. Parabéns pela ideia da petição

Peter disse...

Depois deste, já podem começar a fazer um contra a torre de 90 metros que vão fazer em Santos e que já foi aprovada. É certo que o povo nunca foi muito activo e deixa passar muito oportunismo politico, e que é necessário mais movimentos civicos, mas caramba, quem nos governa também podia ter um bocadinho mais de contenção e não dar tanto nas vistas quando faz estas patifarias. Enfim... o país é o povo e vice-versa

pensamentos_vagabundos disse...

pior que bolsos cheios,é saber que vai aconteçer e nunca estamos preparados....não será o governo benefeciado....
abraço vagabundo

Esteva disse...

Caro João
fiz um linque no meu blogue para esta petição e de comentário em comentário descobrimos a lei actual e um artigo fascinante que não devia fazer parte de lei nenhuma. Este é o linque para o poste onde se faz referência a essa lei: http://www.blogger.com/comment.g?blogID=23279417&postID=115635859753152261

Esteva disse...

Insisto. por preguiça no comentário anterior não fui talvez muito clara e, se o fui, arrisco ser agora chata, mas paciência. Na minha opinião o seguinte párágrafo que consta da lei actual (Decreto-Lei n.º 327/90 de 22 de Outubro) :

""4-As proibições estabelecidas nos n.ºs 1 e 2 podem ser levantadas por despacho conjunto dos Ministros do Equipamento, do Planeamento e da Administração do Território, da Agricultura, do Desenvolvimento Rural e das Pescas e do Ambiente, a requerimento dos interessados ou da respectiva câmara municipal."

Este párágrafo, repito, não devia estar em LEI NENHUMA em Portugal. E talvez na petição que tu promoves fosse importante referi-lo. Ou então, de que serve uma lei se se pode pedir com jeitinho para que a mesma ñão se aplique, não é?

Gostei do teu blogue e de ficar a saber que também há figuras "públicas" que se interessam pelo bem comum.Obrigada.