sexta-feira, setembro 30, 2005

Onde estás?

O que seremos na realidade ?
Algures...por entre olhares de outros ?
Ou na imagem deformada do espelho da cómoda ?
Que sinais damos de nós ?
A que tribo pertencemos ?
De que tempo ?
É de alguém este leve cheiro a rosas que adivinho do mar ?
Estás para chegar...pressinto-te.....
E porque não paras de chorar ?
Estou aqui !
Sorri.



Ray Mews

14 comentários:

ametista disse...

Lindo... belíssimo...

M disse...

Onde estamos?
Um rasgo de compreenção, um momento de cuidado, uma dor acentuada, as tentativas tantas ... e uma memória tão boa.

um estranho disse...

Bom fim de semana!

soniaq disse...

:-)
Tão bonito.
Bom fim-de-semana!

a. disse...

alguem anda a mexer nas tuas caixas.
Quem te faz crescer assim?

A.na disse...

SOrRI...
para ti...

M.T disse...

boa noite,falas da procura,e esperas alguem especial na tua vida,sentes que está para aparecer aquela,a tal!ainda não a viste mas sentes.Penso que seja isso que escreves aqui.tenho 45 anos,tambem procuro,e não a encontro.Tive grandes relacionamentos,depois andei por ai com esta e aquela e mais outra,cansei.
mas no outro dia via,passou por mim nas ruas do camoes/chiado,mulher linda,minha mulher,olhos grandes e profundos numa cara de menina,corpo de princesa numa atitude de animal,passou e deixou cair o anel que tinha no dedo,rolou até mim e bateu-me no pé,com uma atrapalhada distancia pede desculpa mas eu só consigo fitar a cara dela,tem os olhos tristes a minha mulher bambi e eu nem a ajudei,parei no cheiro a limão que me deixou...foi embora aquela mulher fragil de cabelo negro apanhado,gazela doce de calças jeans.Procuro ainda,mas nunca mais a vi.
Tambem procuras e esperas,sentes que está ai a chegar aquela que ainda não viste.
Se por acaso vires a minha,diz-lhe que é ela,a unica e minha,querida mulher dos olhos triste e que espere por mim,espera por mim.
Só espero que encontres a tua princesa mulher,amante ,amiga,porque no meio desta coisa toda a que chamamos Ser Homem,existe a necessidade infantil de as sentirmos só nossas.
abraço companheiro.M.t

filomena disse...

Palavras que na ignorância de não saber de onde vinham, não deixei que as dissessem.
Será que ainda posso ouvir essas palavras?
Olhos nos olhos, a incerteza de achar que se pode viver uma certeza.
Será que ainda posso ter a certeza desse olhar?

M.T. disse...

és tu minha mulher?
onde estás?

Ana disse...

sorri... sorri sempre.Ficas lindo a sorrir! o que és? uma pessoa fantástica e especial. Não deixes nunca de sorrir porque isso é parar de viver! sorri para mim... eu sorrio para ti! beijo ana

V. disse...

Aqui,mas vou embora.bj

Salomé disse...

"Calle Principe, 25

Perdemos repentinamente
a profundidade dos campos
os enigmas singulares
a claridade que juramos
conservar

mas levamos anos
a esquecer alguém
que apenas nos olhou"

J.Tolentino Mendonça em "Baldios"

apenas... (?)

A.P. disse...

"O teu olhar
fala-me de viagens
e lugares distantes.
O teu olhar
fala-me de solidão
em certos instantes.
O teu olhar
fala-me de saudade
e de doçura.
O teu olhar
fala-me de desejo
e de quentura.
O teu olhar,
caminhante em mim..."
Jacky (amorizade.webblog.com.pt)

H. disse...

daquelas palavras que ditas no silêncio de uma solidão partilhada fariam maravilhas...

e essa foto... lembro-me q qdo a vi a 1ª vez, num livro de História há uns pcs anos, fiquei bastante comovida. está imbuída de uma carga emocional portentosa!