quarta-feira, janeiro 25, 2006

O custo de vida


Andreas Gursky




Desculpa-me Quase,
nem era para te ligar, mas achas normal que uma conhecida marca
de hiper-mercado se vanglorie constantemente de,
ano após ano, conseguir baixar os preços,
suportando o aumento do IVA, aguentando tudo?

Pois eu digo-te qual o sub texto de tão subtil
publicidade generosa e caridosa:

Especularam tanto e tanto,
os preços eram de tal maneira elevados,
que agora se dão ao luxo de gozar com a situação.

Fica aqui registado, da minha parte,
a certeza de que o custo de vida em Portugal
podia não ser tão elevado.

Olha Quase, há coisas de que não me importo de saber,
apesar de as compreender na sua essência,
mas gozar com a nossa cara é um pouco demais.

Imagina que na minha retrosaria faço o mesmo?

Está certo!

4 comentários:

JG disse...

é um prazer ler-te joão..são estas coisas pequenas que QUASE ninguém repara... 1abraço

um estranho disse...

pequenas grandes coisas

Mariana Matos disse...

É verdade...Tens toda a razão.
:)

Mariana Matos disse...

http://84.40.3.164/

Ouve esta música. Fantástico